Os 5 tipos de ansiedade mais comuns e como tratar

Você sabia que existem diferentes tipos de ansiedade?

Quando a ansiedade acontece com frequência e em alto nível de intensidade, é importante reconhecer os gatilhos e reações para realizar um tratamento mais efetivo.

Conheça os 5 tipos de ansiedade mais comuns, quais são as causas, sintomas e como tratar.


A ansiedade e os transtornos de ansiedade são um conjunto de doenças psiquiátricas marcadas pela preocupação excessiva ou constante de que algo negativo vai acontecer. Porém, existem diversos tipos de ansiedade com características específicas cada um, acompanhe:

TOC - Transtorno obsessivo compulsivo


Associado a ações repetidas e rituais compulsivos e situações marcadas por idéias obsessivas. Geralmente as pessoas com esse perfil têm consciência de que esse comportamento não faz sentido mas não conseguem evitar esses pensamentos que levam a posturas prejudiciais à saúde mental. Os sintomas são diferentes de acordo com cada caso de TOC mas todos os quadros apresentam algum tipo de obsessão ou compulsão.


As obsessões mais comuns são as seguintes: medo exagerado de contaminação, preocupação excessiva com limpeza, organização ou simetria, pensamentos negativos invasores e sem controle, dúvidas e necessidade de realizar ações já efetuadas. Você se identifica com algum desses sintomas?

TAG- Transtorno de ansiedade generalizada


Nesse caso, a pessoa não consegue relaxar, pois apresenta preocupação excessiva com a vida e em relação a tudo que envolve sua rotina: estudos, vida profissional, condições de saúde e segurança dos amigos e família.


Esse quadro costuma resultar em sintomas emocionais que geram problemas como enxaquecas constantes, úlceras estomacais, indisposição mental e física, irritabilidade, insônia crônica e tensão muscular. Isso acontece porque na visão de quem sofre com a doença, não existem pequenos problemas. É a O TAG dificilmente ocorre sozinho, como companhia vem alguns outros distúrbios como por exemplo a depressão. Você se identifica com algum desses sintomas?

Ansiedade Social


Também conhecida como fobia social, é caracterizada pelo medo intenso de se expor socialmente e em situações que não representam perigo. O indivíduo sofre antecipadamente quando tem compromissos sociais, se sente desconfortável e não sabe como agir diante de outras pessoas. Outra característica em quem sofre esse tipo de transtorno é achar que será julgado e avaliado a todo momento. Na tentativa de superar a fobia, algumas pessoas acabam criando um personagem para conseguir interagir e se comunicar. Porém essa situação acaba se tornando desgastante e esse processo não se sustenta por muito tempo. A fobia social é uma dor incompreendida, muitas vezes esse mal psicológico é confundido com timidez e as pessoas afetadas adotam uma postura de conformidade, supondo que se trata de uma característica pessoal e que devem conviver com ela para o resto da vida. A timidez costuma ir embora à medida que o indivíduo vai se sentindo mais à vontade com o ambiente e as pessoas ao seu redor. Na fobia social, a ansiedade só aumenta.

Percebe o quanto esse tipo de transtorno pode prejudicar a vida social de uma pessoa?



O coração ansioso deprime o homem, mas uma palavra bondosa o anima - Provérbios 12:25

Ansiedade por estresse pós traumático


As crises de ansiedade relacionadas ao estresse pós-traumático resultam da ocorrência de flashbacks e pesadelos que geram um evento traumático no passado. Se a situação não foi resolvida ou a pessoa não receber um tratamento adequado, ela pode passar a vida toda revivendo esses episódios, como um filme que passa repetidamente na sua cabeça, e sofrendo como se o fato estivesse ocorrendo no momento presente.


O transtorno de estresse pós-traumático é um transtorno que pode aparecer após ter vivido ou presenciado um acontecimento perigoso, como uma guerra, um furacão, um acidente grave ou em pessoas com histórico de violência doméstica, abuso sexual e abandono. Esse transtorno pode afetar qualquer pessoa, em qualquer idade, desde crianças até idosos. Não é necessário que tenha acontecido alguma lesão física para sofrer, pois o trauma fica gravado em nosso corpo emocional e mental. Além disso, pode-se experimentar a sensação depois de ouvir que alguém tenha passado por algo semelhante.



Síndrome do Pânico


A síndrome do pânico pode ser desencadeada por diferentes fatores de forma repentina e inesperada. Geralmente a crise ocorre após a ansiedade atingir um certo nível, incontrolável. Durante um ataque de pânico, são disparados no cérebro vários neurotransmissores. O corpo entra em um estado que chamamos de “luta ou fuga”, como o metabolismo está acelerado, pode haver suor e tremor.

Os sintomas são muito intensos, afetam o funcionamento dos órgãos e os sinais mais comuns durante uma crise são: falta de ar, batimentos cardíacos acelerados, tonturas, dores no tórax, medo, desespero e uma sensação de que vai morrer. Segundo pesquisas, as mulheres são as que mais sofrem com esse tipo de transtorno.



Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” - 1 Pedro 5:7

A notícia boa é que existem tratamentos para todos os tipos de ansiedade e quanto antes for feito o diagnóstico, mais rápido será o processo de cura. Em alguns casos, o uso de remédios será essencial até que os sintomas se estabilizem.

No entanto, não dependa unicamente de remédios. Muitas são as dores psicológicas que afetam as pessoas mas nem sempre são compreendidas e tratadas de maneira adequada. Tão importantes quanto conhecer os tipos de ansiedade é procurar ajuda para um tratamento eficiente. É importante buscar uma jornada de cura mais profunda e duradoura através do autoconhecimento. Quanto mais nos apropriamos de quem somos e aprendemos a gerenciar nossas emoções, mais nos sentimos no controle de nossas próprias vidas.


Como resultado, é provável que achemos nossa carga emocional mais leve, e nós mesmos seres humanos mais calmos, felizes e saudáveis.


Eu sofri com ansiedade durante muitos anos mas encontrei o caminho que me deu mais qualidade de vida, bem estar e tranquilidade.


Clique aqui para conhecer o treinamento que vai te ajudar a recuperar a sua paz mental e equilíbrio emocional. Namastê 🙏





Veja também:

Como controlar a ansiedade

Dores emocionais podem causar dores físicas